TRATAMENTO DE PERDA DE CABELO EM MULHERES

TRATAMENTO DE PERDA DE CABELO EM MULHERES

A alopecia difusa, ou queda de cabelo nas mulheres, é um problema que as mulheres nas grandes cidades costumam enfrentar. E isso pode ser tratado com sucesso.

PERDA DE CABELO EM MULHERES

A alopecia difusa, ou queda de cabelo nas mulheres, é um problema que as mulheres nas grandes cidades costumam enfrentar. Quando o corpo passa por estresse, falta de nutrientes, esforço excessivo e constante e fadiga, a primeira coisa que passa a economizar recursos são cabelos e unhas, já que não são órgãos vitais.

O cabelo cai uniformemente em toda a superfície da cabeça. A origem do problema está em algum lugar nas profundezas do corpo. Se você não consultar um tricologista a tempo, não entender a causa do problema da queda de cabelo, o processo de calvície continuará.

RAZÃO PARA ENTRAR EM CONTATO

Perda de cabelo

Perda de cabelo em mulheres

Queda de cabelo em homens

Transplante de cabelo

Fraco crescimento do cabelo

Seborreia e dermatite seborreica

Caspa

Coceira no couro cabeludo

Dermatite atópica e psoríase

Couro cabeludo sensível

Seco, pontas duplas

MARCAR COMPROMISSO

CAUSAS COMUNS DE PERDA DE CABELO

Seis causas principais de queda de cabelo:

Falta de vitaminas e minerais. Se você comer incorretamente, não leve em consideração a quantidade de nutrientes consumidos, o corpo se esgota rapidamente e a queda de cabelo começa. Muitas vezes, é por esse motivo que o cabelo cai na primavera.

Estresse. Se você fica estressado com frequência, está em constante tensão, o corpo para de lidar com a carga e novamente começa a economizar recursos. O cabelo começa a cair.

Tomando medicamentos. A queda de cabelo costuma estar associada ao uso de antibióticos, quimioterápicos, imunomoduladores, anticoncepcionais hormonais.

Perturbações hormonais. Quando as glândulas endócrinas funcionam mal, o cabelo começa a cair. Esses problemas geralmente ocorrem após o nascimento de uma criança e devido a problemas com a glândula tireóide. Para resolver o problema, você pode precisar da ajuda não apenas de um tricologista, mas também de uma consulta com um ginecologista e endocrinologista.

Doenças crônicas do trato gastrointestinal. Gastrite crônica, pancreatite, colite, colecistite levam ao fato de que os aminoácidos e oligoelementos necessários para a construção do cabelo não são absorvidos. O ciclo de vida de um cabelo é encurtado, o cabelo fica mais fino e eventualmente cai.

Doenças infecciosas agudas. Se, durante a gripe ou outras doenças infecciosas, o paciente tiver febre alta, a doença é grave e a queda de cabelo pode começar paralelamente.

Para não trazer o problema à calvície, se você tem queda de cabelo sintomática, é preciso consultar um tricologista com urgência. O médico irá prescrever exames, de acordo com os resultados dos quais ele escreverá o curso do tratamento. O cabelo pode ser restaurado se a doença não continuar seu curso e se for oportuno consultar um especialista. Se iniciada, a doença se tornará mais séria.

ALOPETIA DEPENDENTE DE ANDROGÊNIO

A alopecia dependente de andrógenos (do grego andros – homem, homem) é outra causa de queda de cabelo e calvície em mulheres. Existem 4 razões principais para o seu aparecimento:

Níveis aumentados do hormônio sexual masculino – DHT (dihidrotestosterona);

Uma diminuição relativa na quantidade de estrogênios (hormônios sexuais femininos) causada por vários motivos, por exemplo, menopausa;

Aumento da sensibilidade dos receptores do folículo piloso ao DHT;

Aumento da atividade da enzima 5-α-redutase, que converte a testosterona em DHT.

COMO DIFERIR A HALOPECIA DEPENDENTE DE ANDROGÊNIO DE OUTROS TIPOS DE PERDA DE CABELO

Alopecia dependente de androgênio, estágio 3

A alopecia dependente de andrógenos pode começar imperceptivelmente: não haverá queda repentina de cabelo. O paciente vai sentir que a oleosidade aumenta, a zona fronto-parietal começa a perder volume, o cabelo fica mais ralo com o tempo. A zona occipital (independente de androgênio) permanece inalterada. Nas mulheres, no início da doença, as têmporas podem ficar mais finas. Nos homens, esse fenômeno não foi observado.

A doença pode ocorrer localmente, apenas a queda gradual de cabelo se tornará um problema visível. Mas há momentos em que há patologias ginecológicas (ovários policísticos), acne.

Como a causa da alopecia dependente de andrógeno está diretamente relacionada aos hormônios da mulher, a automedicação nunca deve ser feita aqui. Danos irreparáveis ​​à saúde podem ser causados. Aos primeiros sinais da doença, consulte urgentemente um especialista.

FOCAL ALOPETIA

Alopecia areata ou alopecia areata é uma doença em que o cabelo cai em manchas. O número e o tamanho das lesões podem ser quaisquer e estar localizados em qualquer lugar: na cabeça, nas sobrancelhas, nos cílios, nas axilas. A causa do desenvolvimento da alopecia areata é um processo auto-imune. Simplificando, o sistema imunológico ataca erroneamente seu próprio corpo, os folículos capilares.

Em 2012, cientistas americanos identificaram oito genes que afetam o desenvolvimento da alopecia focal. Os pesquisadores também encontraram proteínas ULBP3 nos folículos capilares de pessoas com alopecia areata, que normalmente não deveriam estar presentes. As células marcadas com essas proteínas são destruídas pelo sistema imunológico, o que leva à queda de cabelo.

A exacerbação de focos de infecção crônica, infestações parasitárias, infecções virais, trauma, estresse e a ingestão de certos medicamentos provocam uma exacerbação. A alopecia areata pode ocorrer em qualquer idade, frequentemente combinada com outras doenças auto-imunes: dermatite atópica, febre do feno, asma brônquica.

Os folículos capilares permanecem vivos, o crescimento pode ser retomado, mas existem tipos de alopecia areata em que o prognóstico é ruim:

Forma subtotal – falta mais de 40% do cabelo no couro cabeludo;

Ofíase – calvície ao longo da zona marginal de crescimento do cabelo – parte posterior da cabeça, testa, têmporas;

Forma total – ausência completa de cabelos na cabeça;

Forma universal – ausência de cabelo na cabeça, na região das sobrancelhas, cílios, na pele do tronco e membros, há perda total ou parcial do cabelo.

Leia mais em: https://macnews.com.br/follichair-funciona/